Palavra de Deus. Graça e luz em sua vida!

“Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” [1Corintios 9 ,16] "Curta" a Página Deus em Minha Casa! https://www.facebook.com/DeusEmMinhaCasa

Culpado ou Inocente


Trouxe este post do "Blog Mensagens Reflexões e +" da amiga Valky. Conta a história de um homem onde tudo parecia perdido, sem saída para seu problema. Mas na última hora com inteligência e ousadia a saída apareceu. Confira abaixo!

Conta uma antiga lenda que na Idade Média um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher.

Na verdade, o autor do assassinato era pessoa influente do reino e por isso, desde o primeiro momento, foi preciso achar um bode expiatório para acobertar o verdadeiro assassino.

O homem acusado foi levado a julgamento. Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo dessa história.

O juiz, que também estava envolvido com os demais a fim de levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado para que ele provasse sua inocência.

Disse o juiz:

- Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor. Vou escrever num pedaço de papel a palavra INOCENTE e noutro pedaço a palavra CULPADO. Você sorteará um dos papéis e aquele que sair será o seu veredicto.

- O Senhor decidirá seu destino, determinou o juiz.

Sem que os demais percebessem, o juiz separou os dois papéis, mas em ambos escreveu CULPADO, de maneira que, naquele instante, não existia nenhuma chance do acusado se livrar da forca.

Não havia saída. Não havia alternativas para o pobre homem.

O juiz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um.

O homem pensou por alguns segundos, aproximou-se da mesa, pegou um dos papéis e rapidamente colocou na boca e engoliu.

Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.

O juiz então perguntou:

- Mas o que você fez? E agora? Como vou anunciar o seu veredicto?

Ao que o homem respondeu:

- É muito fácil. Basta olhar o que está escrito no pedaço que sobrou e saberemos que escolhi e acabei de engolir o seu contrário.

Imediatamente o homem foi libertado.

Por mais difícil que seja uma situação, nunca deixe de acreditar e de lutar até o último instante.

Seja criativo!
Quando tudo parecer perdido,
ouse!

3 comentários:

Catarino disse...

Esta história é muito boa, temos que tentar até o fim.

Sonia Regly disse...

OI Amigo!!!!
Obrigada pela doce visitinha, fiquei muito honrada e feliz. Têm uma interessante postagem sobre a Amazônia, passe por lá e deixe sua opinião.Abraços.

Jose disse...

Pois é amigo Jorge, já tinha lido lá no blog da amiga Valky, e achei interessante você tê-lo reproduzido, certas informações merecem biz!
É por isso que não desisto das coisas, já desisti no passado quando não tinha conhecimento suficiente, mas agora não desisto nunca, vou até o fim tendo esperança naquEle que pode todas as coisas o Senhor Jesus (o Nome que está acima de todo nome).
Saúde, graça, paz e sucesso!
Abraço,
Moura (Jose)
http://meioambiente.blogomoura.com/