Palavra de Deus. Graça e luz em sua vida!

“Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” [1Corintios 9 ,16] "Curta" a Página Deus em Minha Casa! https://www.facebook.com/DeusEmMinhaCasa

Jesus lava os pés dos discípulos

Jesus lava os pés dos discípulos
Quinta-Feira Santa
28 de Março de 2013

Evangelho: (Jo 13,1-15)

Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que chegara a sua hora de passar deste mundo ao Pai, como amasse os seus que estavam no mundo, até o extremo os amou.

Durante a ceia, - quando o demônio já tinha lançado no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de traí-lo -, sabendo Jesus que o Pai tudo lhe dera nas mãos, e que saíra de Deus e para Deus voltava, levantou-se da mesa, depôs as suas vestes e, pegando duma toalha, cingiu-se com ela. Em seguida, deitou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos e a enxugá-los com a toalha com que estava cingido. Chegou a Simão Pedro. Mas Pedro lhe disse: "Senhor, queres lavar-me os pés!..." Respondeu-lhe Jesus: "O que faço não compreendes agora, mas compreendê-lo-ás em breve". Disse-lhe Pedro: "Jamais me lavarás os pés!..." Respondeu-lhe Jesus: "Se eu não tos lavar, não terás parte comigo". Exclamou então Simão Pedro: "Senhor, não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça". Disse-lhe Jesus: "Aquele que tomou banho não tem necessidade de lavar-se; está inteiramente puro. Ora, vós estais puros, mas nem todos!..." Pois sabia quem o havia de trair; por isso, disse: "Nem todos estais puros".

Depois de lhes lavar os pés e tomar as suas vestes, sentou-se novamente à mesa e perguntou-lhes: "Sabeis o que vos fiz? Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Logo, se eu, vosso Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar-vos os pés uns aos outros. Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, assim façais também vós".

Comentário: Jesus sabia que estava chegando a hora da separação, e entristecia-se tendo de abandonar os que amava, não só os doze, não só os discípulos, mas também parentes e amigos. Maior que a tristeza, porém, era o amor extremado, sem medida, com que os amava. esse amor, que era também fidelidade ao Pai, levou-o a tudo: ao dom da Eucaristia e à aceitação do abandono e da morte.

Oração: Senhor Jesus, diante do amor imenso que me mostrastes no dom da Eucaristia e na aceitação da morte, só posso pedir que me ajudeis a vos amar. Que me ajudeis a vos amar dando-vos o primeiro lugar em minha vida, e fazendo tudo que esperais de mim. Se tanto me amastes, não posso deixar de vos amar o máximo que puder. Quero amar-vos; dai-me o amor que esperais de mim. Amém.

Nenhum comentário: