Palavra de Deus. Graça e luz em sua vida!

“Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” [1Corintios 9 ,16] "Curta" a Página Deus em Minha Casa! https://www.facebook.com/DeusEmMinhaCasa

Jesus sacia a fome do povo

Sexta-Feira
12 de Abril de 2013

Evangelho: (Jo 6,1-15)

Depois disso, atravessou Jesus o lago da Galileia (que é o de Tiberíades.) Seguia-o uma grande multidão, porque via os milagres que fazia em beneficio dos enfermos. Jesus subiu a um monte e ali se sentou com seus discípulos. Aproximava-se a Páscoa, festa dos judeus.

Jesus levantou os olhos sobre aquela grande multidão que vinha ter com ele e disse a Filipe: "Onde compraremos pão para que todos estes tenham o que comer?" Falava assim para o experimentar, pois bem sabia o que havia de fazer. Filipe respondeu-lhe: "Duzentos denários de pão não lhes bastam, para que cada um receba um pedaço". Um dos seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe: "Está aqui um menino que tem cinco pães de cevada e dois peixes... mas que é isto para tanta gente?" Disse Jesus: "Fazei-os assentar". Ora, havia naquele lugar muita relva. Sentaram-se aqueles homens em número de uns cinco mil. Jesus tomou os pães e rendeu graças. Em seguida, distribuiu-os às pessoas que estavam sentadas, e igualmente dos peixes lhes deu quanto queriam. Estando eles saciados, disse aos discípulos: "Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca". Eles os recolheram e, dos pedaços dos cinco pães de cevada que sobraram, encheram doze cestos.

À vista desse milagre de Jesus, aquela gente dizia: "Este é verdadeiramente o profeta que há de vir ao mundo". Jesus, percebendo que queriam arrebatá-lo e fazê-lo rei, tornou a retirar-se sozinho para o monte.

Comentário: Jesus viu o povo que o procurava. Viu sua necessidade de ajuda espiritual, mas também de ajuda material, de alimento para sua fome. Aliás ele sempre estava atento aos sofrimentos ao seu redor. Vejo que minha preocupação não pode ser apenas anunciar a salvação espiritual. Tenho de procurar fazer o necessário para que todos tenham também o necessário para sua vida temporal.

Oração: Senhor, fazei-me atento às necessidades todas de meus irmãos, não só as religiosas, mas também as gerais do corpo e do espírito. Ensinai-me a partilhar meus bens com os necessitados, e dar a colaboração de meu trabalho para que tenham uma vida digna. E ajudai-me a cobrar das autoridades as providências necessárias e honestidade total na administração do bem comum. Amém.

Nenhum comentário: