Palavra de Deus. Graça e luz em sua vida!

“Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” [1Corintios 9 ,16] "Curta" a Página Deus em Minha Casa! https://www.facebook.com/DeusEmMinhaCasa

Jesus cura o empregado de um oficial romano

Domingo
2 de Junho de 2013

Evangelho: (Lc 7,1-10)

Tendo Jesus concluído todos os seus discursos ao povo que o escutava, entrou em Cafarnaum. Havia lá um centurião que tinha um servo a quem muito estimava e que estava à morte. Tendo ouvido falar de Jesus, enviou-lhe alguns anciãos dos judeus, rogando-lhe que o viesse curar. Aproximando-se eles de Jesus, rogavam-lhe encarecidamente: "Ele bem merece que lhe faças este favor, pois é amigo da nossa nação e foi ele mesmo quem nos edificou uma sinagoga". Jesus então foi com eles. E já não estava longe da casa, quando o centurião lhe mandou dizer por amigos seus: "Senhor, não te incomodes tanto assim, porque não sou digno de que entres em minha casa; por isso nem me achei digno de chegar-me a ti, mas dize somente uma palavra e o meu servo será curado. Pois também eu, simples subalterno, tenho soldados às minhas ordens; e digo a um: Vai ali! E ele vai; e a outro: Vem cá! E ele vem; e ao meu servo: Faze isto! E ele o faz". Ouvindo estas palavras, Jesus ficou admirado. E, voltando-se para o povo que o ia seguindo, disse: "Em verdade vos digo: nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé". Voltando para a casa do centurião os que haviam sido enviados, encontraram o servo curado.

Comentário: Lucas procura mostrar que a salvação é oferecida também aos não judeus. Aqui intriduziu a figura de um oficial do exército romano: um não judeu e, pior ainda, comandante de invasores. Mesmo assim era boa pessoa, tinha ajudado a construir a sinagoga e cuidava de um servo doente. E mais: era um homem de fé, tinha confiança no poder de Jesus e era humilde, não se considerava digno da atenção do Mestre. Penso que, entre outras coisas, Lucas queria ensinar-nos a não julgar as pessoas a partir de preconceitos e rótulos. Mesmo entre os que não fazem parte de nossa comunidade cristã, mesmo entre os que parecem muito longe do Evangelho, podemos encontrar honestidade e bondade, o que mostra que Deus está trabalhando secretamente em seu coração.

Oração: Senhor, creio que vossa graça age no coração de todos, mesmo daqueles que me parecem muito longe de vós. Sois muito mais poderoso, muito mais generoso do que posso imaginar. E por isso eu vos louvo e bendigo, e agradeço tudo que fazeis para nos levar, a mim e a eles, à felicidade e à paz. Ajudai-me, Senhor, a fazer o que possa para que cheguem a vós esses que me parecem tão longe. Ajudai-me pelo menos a não fazer nada que lhes torne mais difícil o caminho até vós. Aumentai sua sede de verdade e de amor, fortalecei-os nas dificuldades, doenças e provações. E perdoai minha arrogância e a facilidade com que os julgo e condeno. Aumentai meu amor, para que os saiba acolher quando baterem à porta. Amém.

Nenhum comentário: