Palavra de Deus. Graça e luz em sua vida!

“Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” [1Corintios 9 ,16] "Curta" a Página Deus em Minha Casa! https://www.facebook.com/DeusEmMinhaCasa

O perdão só é possível a quem ama

Quinta-Feira
15 de Agosto de 2013

Evangelho: (Mt 18,21–19,1)

Pedro dirigiu-se a Jesus perguntando: “Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Digo-te, não até sete vezes, mas até setenta vezes sete vezes. O Reino dos Céus é como um rei que resolveu ajustar contas com seus servos. Quando começou o ajuste, trouxeram-lhe um que lhe devia uma fortuna inimaginável. Como o servo não tivesse com que pagar, o senhor mandou que fosse vendido como escravo, com a mulher, os filhos e tudo o que possuía, (...). O servo, porém, prostrou-se diante dele pedindo: ‘Tem paciência comigo, e eu te pagarei tudo’. Diante disso, o senhor teve compaixão, soltou o servo e perdoou-lhe a dívida. Ao sair dali, aquele servo encontrou um dos seus companheiros que lhe devia uma quantia irrisória. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Paga o que me deves’. O companheiro, caindo aos pés dele, suplicava: ‘Tem paciência comigo, e eu te pagarei’. Mas o servo não quis saber. Mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que estava devendo. Quando viram o que havia acontecido, os outros servos ficaram muito sentidos, procuraram o senhor e lhe contaram tudo. Então o senhor mandou chamar aquele servo e lhe disse: ‘Servo malvado, eu te perdoei toda a tua dívida, porque me suplicaste. Não devias tu também ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti? O senhor se irritou e mandou entregar aquele servo aos carrascos, até que pagasse toda a sua dívida. É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão”.

Comentário: Uma frase se repete duas vezes no Evangelho: "Tem paciência comigo e eu te pagarei tudo”. Mas obtém cada vez uma resposta diferente. Na primeira obtém o perdão. Na segunda não. A primeira é o Senhor quem escuta a frase. A segunda é um homem. Talvez esteja aí a diferença entre Deus e os homens: em que Deus sabe perdoar e a nós custa muitíssimo fazer o mesmo. E talvez esse seja o grande desafio de nossa vida: aprender a perdoar como o Senhor o faz: sete vezes, setenta vezes sete e todas as que sejam necessárias. Exatamente como Deus faz conosco a cada dia da nossa vida.

Oração: Senhor, preciso sempre de vossa misericórdia, de perdão para tantas misérias minhas. Se me abandonais, não há salvação para mim, longe de vós não existe felicidade nem paz. Perdoai a dureza de meu coração, que tantas vezes se fecha e se recusa perdoar a meus irmãos. Agora quero perdoar a todos que de algum modo me magoaram ou prejudicaram. Dai-lhes vossa proteção. Amém.

Nenhum comentário: