Palavra de Deus. Graça e luz em sua vida!

“Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” [1Corintios 9 ,16] "Curta" a Página Deus em Minha Casa! https://www.facebook.com/DeusEmMinhaCasa

As condições para ser seguidor de Jesus

Domingo
08 de Setembro de 2013

Evangelho: (Lc 14,25-33)

Muito povo acompanhava Jesus. Voltando-se, disse-lhes: "Se alguém vem a mim e não odeia seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos, suas irmãs e até a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. E quem não carrega a sua cruz e me segue, não pode ser meu discípulo. Quem de vós, querendo fazer uma construção, antes não se senta para calcular os gastos que são necessários, a fim de ver se tem com que acabá-la? Para que, depois que tiver lançado os alicerces e não puder acabá-la, todos os que o virem não comecem a zombar dele, dizendo: Este homem principiou a edificar, mas não pode terminar. Ou qual é o rei que, estando para guerrear com outro rei, não se senta primeiro para considerar se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil? De outra maneira, quando o outro ainda está longe, envia-lhe embaixadores para tratar da paz. Assim, pois, qualquer um de vós que não renuncia a tudo o que possui não pode ser meu discípulo."

Comentário: A observação feita por Jesus visava levar a multidão que o seguia a deixar de lado a exaltação ingênua e colocar os pés no chão, para evitar possíveis frustrações. A empolgação do momento podia desviar as pessoas do verdadeiro significado do gesto de colocar-se no seguimento do Mestre. Quem quisesse segui-lo, deveria estar consciente das implicações de sua opção. A primeira exigência consistia em romper com os laços familiares, por causa do Reino, colocando, em segundo plano, o amor aos entes mais queridos. O texto bíblico fala em "odiar pai, mãe etc.". Evidentemente, a palavra "odiar" não tem o mesmo sentido que nós lhe damos, hoje. Na boca de Jesus, ela quer dizer "dar preferência ao pai, à mãe"; colocá-los acima do Reino e de suas exigências. A segunda exigência aponta para a predisposição de aceitar todas as consequências decorrentes da opção pelo Reino. Isto significa "tomar a própria cruz". Não é apto para seguir Jesus quem se intimida diante das perseguições, da indiferença, das calúnias sofridas por causa de seu testemunho de vida. Só quem é suficientemente forte para enfrentá-las, está em condições de se tornar seguidor de Jesus. Portanto, a opção por se tornar seu discípulo funda-se numa dupla disposição para a liberdade: diante dos laços de parentesco e diante da cruz que se há de encontrar nesse seguimento.

Oração: Senhor Jesus, diante de tanta exigência, só vossa graça é que me pode atrair para vos seguir. Arrastai-me para vós, aumentai minha fé, fortalecei meu amor, alargai minha esperança. Seduzi-me, conquistai-me, pois só assim serei capaz de deixar tudo para vos seguir. Agradeço vossa bondade que até agora me guardou em vosso seguimento, apesar de minhas fraquezas e de minha pouca generosidade. Ajudai-me a vos ser mais fiel no futuro, mais decidido em minhas atitudes, mais desapegado de tudo que me possa atrasar na caminhada convosco. Não posso imaginar o que a vida ainda me reserva, por isso coloco em vós toda a minha confiança. Aconteça o que acontecer, quero estar sempre convosco até o fim. Guardai-me para vós. Amém.

Nenhum comentário: