Palavra de Deus. Graça e luz em sua vida!

“Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” [1Corintios 9 ,16] "Curta" a Página Deus em Minha Casa! https://www.facebook.com/DeusEmMinhaCasa

Jesus cura o empregado de um oficial romano

Segunda-Feira
16 de Setembro de 2013

Evangelho: (Lc 7,1-10)

Quando acabou de falar ao povo que o escutava, Jesus entrou em Cafarnaum. Havia lá um oficial romano que tinha um empregado a quem estimava muito, e que estava doente, à beira da morte. O oficial ouviu falar de Jesus e enviou alguns anciãos dos judeus, para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado. Chegando onde Jesus estava, pediram-lhe com insistência: “O oficial merece que lhe faças este favor, porque ele estima o nosso povo. Ele até nos construiu uma sinagoga”. Então Jesus pôs-se a caminho com eles. Quando, porém, já estava perto da casa, o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus: “Senhor, não te incomodes, pois não sou digno de que entres em minha casa. Nem mesmo me achei digno de ir pessoalmente ao teu encontro. Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado. Eu também estou debaixo de autoridade, mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens. Se ordeno a um: “Vai!”, ele vai; e a outro: “Vem!”, ele vem; e ao meu empregado “Faze isto!”, e ele o faz”. Ouvindo isso, Jesus ficou admirado. Virou-se para a multidão que o seguia, e disse: “Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé”. Os mensageiros voltaram para a casa do oficial e encontraram o empregado em perfeita saúde.

Comentário: O diálogo entre Jesus e os emissários do oficial romano mostra como a Palavra produz frutos no coração humano. O desfecho da conversa - "Nem em Israel encontrei tanta fé!" - sublinha o foco do interesse de Jesus ao ser abordado por um grupo de judeus, que lhe solicitaram um favor para um pagão. É verdade! A Palavra deu mostras de eficácia até no coração dos pagãos. A atitude do oficial romano é modelar. Estava à beira da morte um servo pelo qual tinha grande estima. Reconhecendo ser Jesus a única pessoa que poderia curar o doente, dirigiu-lhe um pedido, por meio de alguns anciãos dos judeus. Estes achavam que o pedido do oficial merecia de ser atendido, já que sempre dera mostras de bondade em relação ao povo judeu, a quem tratava com deferência. Quando Jesus estava pronto para atender o pedido, eis que o oficial o surpreendeu com uma declaração carregada de fé. Ele acreditava que Jesus tinha suficiente poder para realizar o milagre, sem precisar dar-se ao trabalho de ir até sua casa. Bastaria uma só palavra, e o servo ficaria curado. Tinha consciência de ser pobre e limitado, por isso julgava-se indigno de receber em sua casa alguém com tanta força e autoridade divinas. A força incomparável da palavra do Mestre seria capaz de eliminar as doenças, independentemente de sua presença física. Para o oficial pagão, uma ordem militar, embora cumprida disciplinarmente, era coisa mínima, comparada a tamanho poder de Jesus.

Oração: Senhor Jesus, ensinai-me a orar, sabendo que preciso sempre de vossa ajuda, confiando em vosso poder, entregando-me em vossas mãos. Cuidai de mim, fazei o que for melhor para mim e meus irmãos. Com vossa ajuda quero orar sempre, estar sempre em união convosco. Sei que assim acertarei o caminho, terei forças para ir adiante, na esperança de chegar à felicidade eterna. Amém.

Nenhum comentário: