Palavra de Deus. Graça e luz em sua vida!

“Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” [1Corintios 9 ,16] "Curta" a Página Deus em Minha Casa! https://www.facebook.com/DeusEmMinhaCasa

Anúncio do nascimento de Jesus

Domingo
22 de Dezembro de 2013

Evangelho: (Mt 1,18-24)

Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por virtude do Espírito Santo. José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente. Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: "José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados". Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor falou pelo profeta: Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará Emanuel (Is 7, 14), que significa: Deus conosco. Despertando, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa.

Comentário: José tinha certeza do amor de Maria e da sua honestidade. Mas, não sabia o que pensar, não sabia o que seria de sua vida, que planos Deus tinha para ele. Era homem justo, e terá pensado longamente, meditando e falando disso com seu Deus. E teve resposta para o que tentava compreender, resposta que o tranquilizou e também encheu de alegria. Devia continuar com Maria, a quem amava tanto, recebendo-a como esposa, e viver uma paternidade sublime, assumindo o menino como filho, dando-lhe um nome e, para todos os efeitos, sendo pai do Filho de Deus. Tudo se tornou claro, enquanto possível a quem vive na fé, podia fazer de sua vida uma grande aventura de amor.

Oração: Senhor, diante desse casal, que ofereceu um lar para vosso Filho, não sei o que dizer. Eu vos louvo e bendigo pelo amor de José e de Maria, pela família que formaram para Jesus, pelas alegrias que lhe proporcionaram, pelo carinho com que o trataram. Eu vos louvo e bendigo pelas alegrias que eles também viveram, na convivência única que tiveram com o Filho de Deus encarnado. Fico a imaginar como cada dia era para eles um aprofundar-se nos mistérios da Trindade. E olhando agora para a terra, eu vos peço, Senhor, fazei que os esposos se amem, que os filhos sejam uma bênção renovada, e que nossas famílias sejam foco de vida, de felicidade e paz. Isso é muito importante para nós, para aprender a vos conhecer um pouco mais. Amém.

Nenhum comentário: