Palavra de Deus. Graça e luz em sua vida!

“Anunciar o Evangelho não é glória para mim; é uma obrigação que se me impõe. Ai de mim, se eu não anunciar o Evangelho!” [1Corintios 9 ,16] "Curta" a Página Deus em Minha Casa! https://www.facebook.com/DeusEmMinhaCasa

Jesus, o Messias, realiza as promessas de Deus

Terça-Feira
24 de Dezembro de 2013

Evangelho: (Lc 2,1-14)

Naqueles tempos apareceu um decreto de César Augusto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Este recenseamento foi feito antes do governo de Quirino, na Síria. Todos iam alistar-se, cada um na sua cidade. Também José subiu da Galileia, da cidade de Nazaré, à Judeia, à Cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, para se alistar com a sua esposa Maria, que estava grávida.

Estando eles ali, completaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria.

Havia nos arredores uns pastores, que vigiavam e guardavam seu rebanho nos campos durante as vigílias da noite. Um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor refulgiu ao redor deles, e tiveram grande temor. O anjo disse-lhes: "Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: achareis um recém-nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura". E subitamente ao anjo se juntou uma multidão do exército celeste, que louvava a Deus e dizia: "Glória a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens, objetos da benevolência (divina)".


Comentário: Ninguém poderia imaginar que o Salvador fosse manifestar-se desse jeito. Nasceu como todos nós, mas como poucos de nós ele nasceu numa cocheira, fora do povoado. Nasceu fraco e indefeso, precisando do abrigo de uns pobres panos e do colo de sua mãe que o amamentasse. Anjos anunciaram seu nascimento, mas apenas para alguns pobres pastores, não para sábios e governantes.

Oração: Jesus, sede bem-vindo a esta nossa humanidade. Podereis experimentar como nossa vida é muitas vezes dura e difícil. Ireis ver de perto que somos fracos e até um tanto maus. Vivemos sonhando com felicidade, e acordamos quase sempre engolindo desilusões. Por isso, Senhor, é bom saber que estais definitivamente do nosso lado, ou melhor, estais entre nós. Podemos confiar. Amém.

Nenhum comentário: